Secretaria de Cultura de Juazeiro do Norte deve R$88 mil a pareceristas de editais da Aldir Blanc

Legenda: Pareceristas estão há mais de 120 dias sem receber valor previsto em contrato de serviço com a prefeitura de Juazeiro do Norte - Foto: Imagem de Free-Photos por Pixabay

Profissionais aguardam há quatro meses recursos previstos em contrato

Mais de 40 pareceristas contratados para avaliar os projetos inscritos nos editais apoiados pela Lei Aldir Blanc em Juazeiro do Norte (CE) ainda não receberam o dinheiro pelo serviço prestado. Cerca de R$88 mil reais é o que deve a Secretaria de Cultura do Município aos profissionais, que precisam ganhar R$ 2 mil cada, conforme contrato assinado com a prefeitura.

A espera pelo dinheiro, no entanto, já se estende por mais de 120 dias. O chamamento dos editais nº 8 e nº 9 de 2020, em caráter de urgência, aconteceu no início do mês de dezembro de 2020. 

Roberto Jerônimo, produtor cultural, ator, diretor e professor licenciado em Artes Cênicas é um dos pareceristas prejudicados. Ele analisou cerca de 20 projetos inscritos da Aldir Blanc, mas, até agora, não recebeu o valor prometido.

“No contrato, eles não colocaram prazo de pagamento, mas nessa mesma época fui parecerista de outros seis editais no Brasil. Todos eu fiz em dezembro e já recebi o dinheiro, menos de Juazeiro do Norte”, desabafa Roberto.

O bailarino Cleber Alves, também afetado, faz coro à reivindicação.

Eu analisei entre 20 e 25 projetos, em situação de emergência, com um dia e meio pra entregar, fui dormir tarde, e até agora não recebi o valor por esse serviço. Se a gente não tivesse feito o trabalho inicial, os artistas não teriam tocado seus projetos e recebido seu dinheiro”, aponta.

CLEBER ALVES

Parecerista

MOBILIZAÇÃO ON-LINE

Diante da demora, os pareceristas iniciaram um grupo no WhatsApp para pensar formas de garantir um retorno dos gestores do município. No início deste mês de abril, foram realizadas cobranças públicas por meio das redes sociais e de alguns veículos de mídia de Juazeiro, mas, segundo os profissionais, o diálogo não foi bem-sucedido.

“Eu cheguei a ser bloqueado pelo instagram do prefeito por um período, depois de fazer a cobrança em uma live”, conta Cleber. Outros pareceristas também passaram pela mesma situação, de acordo com Roberto Jerônimo.

"Tá mais do que claro que não somos prioridade. Entendo que a prefeitura esteja com um monte de dívidas, mas ao mesmo tempo não posso me colocar no lugar deles. Sinto uma falta de respeito, porque não somos moleques, somos profissionais, com mestrado, doutorado, professores. Já mandamos e-mail, já protocolamos carta e não tivemos resposta da data do pagamento”, lamenta Roberto.

O QUE DIZ A PREFEITURA

Em nota pública divulgada no dia 8 de abril, a  Prefeitura de Juazeiro do Norte, por meio da Secretaria de Cultura, informou aos pareceristas contemplados nos editais 08, 09 e 10 do ano 2020 que “a realização do pagamento pelos serviços prestados está entre as prioridades da gestão”.

Ao Diário do Nordeste, o secretário da Cultura de Juazeiro do Norte, Vandinho Pereira, reconheceu a dívida e justificou o atraso pela falta de recursos no fundo geral do município. 

A prefeitura herdou uma dívida superior a 70 milhões da gestão passada. Eles não deixaram recursos, mas já pagamos 35 milhões. Aqui na própria secretaria pagamos projetos dos meses de outubro e novembro, fornecedores de oito meses atrasados, e agora estou traçando um novo cronograma para colocar os pareceristas num escalonamento”, disse Vandinho.

VANDINHO PEREIRA

Secretário de Cultura de Juazeiro do Norte

De acordo com o secretário, os valores referentes a esses editais não estavam sequer empenhados no mês de janeiro e coube a ele falar com servidores da gestão passada para lançar esses processos.

“Da nossa parte não faltou interesse, nem faltará, vamos resolver, é só uma questão de tempo. Não posso pedir prioridade para honrar só os meus compromissos enquanto as outras secretarias também aguardam recursos”, defende.

Vandinho também diz estar aberto ao diálogo, tanto na secretaria como por telefone.  “Não posso dizer hoje quando vou pagar, mas é do interesse meu e do prefeito Glêdson Bezerra. Espero que ainda esse mês faça o cronograma, não quero fazer estendido, quero resolver rápido”, finaliza.

Escrito por Roberta Souza/Diário do Nordeste


Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

buttons=(Accept !) days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Saber mais
Accept !